A questão da segurança na relação com fornecedores

3 de agosto de 2017 Artigos

Diante da crise econômica vivenciada pelo Brasil, várias alterações aconteceram nos últimos anos no mercado de trabalho. Acompanhando as novas tendências, o setor de engenharia civil também teve que se redobrar para vencer as limitações. 

Um dos pontos foi o investimento para melhorar a relação com fornecedores, priorizando a agilidade na elaboração dos orçamentos, com o objetivo de ganhar competitividade.

Para você ficar por dentro do que deve ser feito para manter sempre bons fornecedores em seu banco de dados, elaboramos este post com algumas dicas que certamente farão a diferença na produtividade. Vamos a elas!

Priorize fornecedores que tenham credibilidade 

Seriedade e experiência no setor são fundamentais no momento de fechar um contrato com determinado fornecedor. Analise o histórico, como formalidade e processos adotados na entrega dos materiais, além da opinião de outros construtores. 

Veja se a empresa valoriza as vendas, mesmo que não sejam muito amplas, respeitando a negociação assim como o relacionamento com o comprador.

Vale a pena buscar fornecedores que se comprometem a manter a qualidade tanto dos produtos quanto a agilidade no cumprimento dos prazos estabelecidos previamente. 

Observe as normas técnicas 

Sabendo-se que no ramo de engenharia existem várias normas técnicas que precisam ser respeitadas, escolha fornecedores que priorizem o respeito à legislação. Dessa maneira, haverá uma maior segurança na transação assim como na qualidade da sua obra. 

Ao cumprir as normas técnicas, o fornecedor atenderá aos anseios não só de quem constrói como também dos futuros compradores, evitando ainda gastos extras ou, até mesmo, acidentes na obra, como canos estourados ou estruturas danificadas por conta do aço ser de má qualidade, por exemplo. 

Negocie o preço

Em busca de maior competitividade, inúmeras construtoras estão batalhando por preços mais atrativos, fator que está diretamente ligado com o relacionamento entre compradores e fornecedores.

Trata-se de um ponto primordial no ganho de mercado tão quanto na definição ou não da compra de determinados materiais necessários na obra.

Sabendo-se que é de interesse do fornecedor a venda, explore a negociação, demonstrando as potencialidades para futuras parcerias destinadas ao mesmo empreendimento, já que as compras não se resumem a apenas um momento.

Faça vários orçamentos e conheça o mercado para saber quanto a concorrência está pagando pelo mesmo produto, ou seja, explore as pesquisas de campo. 

Cobre o cumprimento das entregas

Quando a entrega de materiais atrasa, a consequência é catastrófica no canteiro de obras, podendo até mesmo parar a produção. 

Por isso, para manter a segurança na relação com os fornecedores, cobre o devido cumprimento dos prazos, inclusive fazendo um planejamento.

Veja ainda se o fornecedor possui no estoque a quantidade solicitada e se a entrega pode ser feita no prazo mais curto possível. Trata-se da otimização do tempo, imprescindível neste momento de crise na construção civil.

Vença as limitações 

Ao priorizar a segurança na relação com os fornecedores, certamente o seu empreendimento estará se destacando no mercado, abrindo uma boa margem de vantagem em relação à concorrência. 

Dessa maneira, fica mais vantajoso o investimento dos compradores, já que os clientes observarão que a obra está andando, destinando mais garantia no fechamento de novos contratos. 

E aí, gostou do nosso post? Ficou com alguma dúvida? Deixe aqui o seu comentário e participe do debate conosco.

Compartilhe